Capa / INÍCIO / DESTAQUE / Café produzido em Porciúncula é destaque no Rio Gastronomia/2015
Café produzido em Porciúncula é destaque no Rio Gastronomia/2015

Café produzido em Porciúncula é destaque no Rio Gastronomia/2015

A população do Rio de Janeiro mais uma vez tem encontro marcado com a qualidade e a diversidade da produção de agroindústrias familiares fluminenses. A Feira dos Sabores do Rio Gastronomia 2015, que acontece de 20 a 23 e de 27 a 30 de agosto, no Jóquei Club, na Gávea, promovido pelo O Globo, já se consolidou como uma das atrações do evento.

Doces, geleias, mel, queijos, café, cachaças, água de coco, derivados de leite de cabra, palmito orgânico e embutidos são alguns dos produtos que as agroindústrias, incentivadas pelo programa Prosperar, da secretaria estadual de Agricultura, vão apresentar  na Feira de Sabores.

Participando pela terceira vez do evento, o produtor do café Iranita, Suhail Majzoub, de Porciúncula, está otimista para apresentar seu produto a novos consumidores. Graças às edições anteriores, sua carteira de clientes cresceu 20%.

– Minha expectativa é aumentar em pelo menos 10% minhas vendas. Nosso produto é  diferenciado e já conquistou muitos apreciadores. Estabelecemos diversos contatos com apreciadores de um bom café nas outras edições do evento. Hoje, muitos deles entram em contato pela internet e enviamos o produto pelo correio – revelou.

De acordo com os organizadores, além de incentivar os negócios no estado, a proposta da Feira dos Sabores é  colocar o produtor rural  como protagonista das atividades e do cenário gastronômico do Rio.

Kátia Alves Espírito Santo, produtora da Cachaça da Quinta e presidente da Apacerj – Associação dos Produtores e Amigos da Cachaça do Estado do Rio, vê na feira uma oportunidade para os consumidores conversarem com quem produz e conhecer detalhes do processamento e da história de sua produção.

– O Rio de Janeiro se tornou um produtor de cachaça de excelência e nada melhor do que um evento desse nível, no coração da cidade, para divulgar o vigor da agroindústria fluminense e estimular quem produz – afirmou.

Para o secretário estadual de Agricultura, Christino Áureo, a inserção da agroindústria familiar do estado no circuito da gastronomia vem confirmar o acerto da série de iniciativas que ao longo desses anos foram  implementadas para fortalecer o setor.

– A qualidade e a profissionalização dos nossos produtos estão abrindo portas para a conquista de espaços e novos canais de comercialização. É um diferencial que fomos construindo ao oferecer para o consumidor aquilo que ele deseja – finalizou.

Café Iranita de Porciúncula, representa o Noroeste Fluminense no evento

Café Iranita de Porciúncula, representa o Noroeste Fluminense no evento